Paulina Chiziane, Prémio Camões 2021
20 Out 2021

A escritora moçambicana Paulina Chiziane, autora de Niketche: Uma História de Poligamia, O Alegre Canto da Perdiz ou Balada de Amor ao Vento, entre muitos outros livros publicados pela Caminho, foi a vencedora do Prémio Camões 2021, numa escolha feita por unanimidade e anunciada a 20 de outubro, pela Ministra portuguesa da Cultura, Graça Fonseca.

Paulina Chiziane nasceu em Manjacaze, província de Gaza, Moçambique, em 1955. Frequentou estudos superiores que não concluiu. Atualmente vive e trabalha na Zambézia. Publicou, na Editorial Caminho, as obras Ventos do Apocalipse, O Sétimo Juramento, Niketche. Uma história de poligamia, Balada de Amor ao Vento O Alegre Canto da Perdiz.

As obras de Paulina Chiziane encontram-se traduzidas na Alemanha, em Espanha, nos EUA, em França e em Itália.

 

«Dizem que sou romancista e que fui a primeira mulher moçambicana a escrever um romance (Balada de Amor ao Vento, 1990), mas eu afirmo: sou contadora de estórias e não romancista. Escrevo livros com muitas estórias, estórias grandes e pequenas. Inspiro-me nos contos à volta da fogueira, minha primeira escola de arte.» (Paulina Chiziane)

Muitos parabéns à escritora!

 

 
Rua Cidade de Córdova, 2 (mapa)
2610 - 038 - Alfragide
Portugal

Telefone: +351 21 427 22 00
Telefone de texto para surdos: +351 21 427 22 73
Fax: +351 21 427 22 01

© 2008 - Leya - Todos os direitos reservados | Política de privacidade | Livro de Reclamações